14 março 2011

Sei que não estava sonhando...


Estou aqui sentindo o vento gelado no meu rosto escutando o barulho das ondas quebrarem, imaginando você aqui do meu lado. Tentando imaginar como seria o “nós”. Imaginando você elogiando meu vestido, me dando flores, cuidando de mim, enfim, fazendo essas coisas de casal apaixonado. Abro os olhos e você não está aqui. Apaixonei-me por uma pessoa que não existe. Meu coração dói só de saber que a culpa foi minha, você me deu motivos e não razões pra gostar de você. Hoje me senti sozinha, triste pensando o quanto você deve estar se divertindo, sem mim. Borboletas no estômago então me perturbando, me deixando enojada. Arrancarei as flores do meu coração pela raiz, para que não haja vestígio de que brotem outras ao falar com você, lembrar de você ou quem sabe um dia eu chegue a te ver novamente. Mas será inevitável toda vez que eu olhar pro mar, sentir aquela brisa, não pensar em você e o quanto caminhei por aquela areia te procurando. Mas pra falar a verdade não sei se quero realmente ter você, seria doloroso. Pois você é de outro mundo, do qual eu nunca farei parte. Só quero que você saiba de uma coisa, uma ultima coisa. Você conseguiu fazer o meu passado vira pó e te agradeço por isso. Ironia? Deixar uma ilusão por outra? Pode ser mas não me importo. O que importa é que terei um motivo novo para sofrer, alguém novo por chorar, só que dessa vez é diferente porque é por alguém que vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário